Artigos

Prisão de Maurício Sampaio é uma corajosa vitória da democracia

       Prisão de Maurício Sampaio é uma corajosa  vitória da democracia

           O jornalista Nilson Gomes, profissional que respeito e um amigo de longa data, utilizou sua capacidade de alinhavar raciocínios para defender pronta liberação do empresário Maurício Sampaio, apontado como principal suspeito de ser o mandante do brutal assassinato do jornalista Valério Luiz. Ao contrário do que apregoam os críticos, ele não escreveu sua tese para agradar o patrão, visto que exerce um cargo de confiança na emissora de rádio que pertence a Maurício Sampaio. Nilson é de uma raça que só atua por convicção pessoal.  

           Mesmo considerando que Nilson Gomes orquestrou indagações pertinentes, não concordo com sua tese. A prisão de Maurício foi ajuizada de forma qualificada, num paciente trabalho policial que montou um quebra-cabeça que se encaixa em detalhes que chocam. A coragem em deter um homem tão poderoso, cujos laços de amizade unem figuras carimbadas no meio jurídico e social, foi uma vitória da democracia.

      Torna-se muito claro que um crime complexo e encomendado, não comprova participações como um documentário inquestionável. As pilastras de sustentação são de outra natureza. Eu não acredito que pessoas sérias, sejam elas jornalistas, advogados, delegados e etc., sejam capazes de incriminar um cidadão apenas por ele ser rico. Principalmente considerando que os milionários são eficientes em revidar quando possuem razão.

       O histórico de Maurício Sampaio pesa contra ele. Colegas jornalistas confirmam que sua intolerância contra profissionais da imprensa é um arrazoado de violências verbais e físicas. Isso prova que ele participou do assassinato? Claro que não! Mas se entrelaça como complicador do enredo em questão.

       Na proposição de que ele seja vítima de um absurdo complô, e que o verdadeiro poderoso seja o Manoel de Oliveira, por que Maurício não utilizou os holofotes da mídia para se defender? Garanto que teria um espaço até maior do que os que o acusam. Ainda hoje, mantenho de pé uma proposta que fiz para entrevistá-lo, ao vivo, sem edições.  

   

      Homem culto, articulado e com amplos conhecimentos de todos os detalhes, estou convicto que Maurício Sampaio seria capaz de esclarecer item por item e rechaçar todas as especulações. Na condição de inocente, e de vítima de uma trama tão sórdida, trilharia o caminho para calar a boca dos difamadores.

        Convenhamos, se a conspiração se desqualifica nos moldes que Nilson apresenta é bobagem contratar um batalhão de advogados. Convoque-se uma coletiva, responda todas as perguntas e exija acareação com os caluniadores. Não descarto a hipótese da inocência de Maurício Sampaio, que até o momento é apontado como suspeito.  Mas sendo principal interessado, em se livrar das acusações que surgiram desde o primeiro dia do crime, não percebi nele a indignação dos injustiçados.

           Mais difícil ainda é engolir a teoria de que alguém, de birra, decidiu colocar um poderoso na cadeia e escolheu Maurício. É uma denúncia muito séria que desqualifica juízes, promotores, delegados e dezenas de jornalistas que acompanham a tragédia. Num aspecto concordo plenamente com o digno Nilson Gomes, é inegável o sofrimento das famílias envolvidas.

Rosenwal Ferreira: Jornalista e Publicitário

rosenwal@rrassessoria.com

Twitter: @rosenwalF

facebook/jornalistarosenwal

Sobre o Autor

Rosenwal Ferreira

Rosenwal Ferreira é jornalista, publicitário e terapeuta transpessoal. Multimídia talentoso, ele atua na TV Record realizando comentários no quadro 'Olho no Olho', no Balanço Geral. Mantém, há mais de 18 anos, o programa 'Opinião em Debate' que agora está na PUC TV. No meio impresso, é articulista no Diário da Manhã, e no Jornal OHoje.
Radialista de carteirinha, comanda o tradicional programa jornalístico 'Opinião em Debate', que já ocupou o horário nobre em diversas emissoras, e hoje, está na nacionalmente conhecida Rede Bandeirantes 820AM, de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 08h30 da manhã. Logo após é membro da bancada mais ativista da felicidade, das 8h30 até às 10h da manhã, na Jovem Pan Goiânia 106,7FM.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Concordo plenamente com sua opinião, e ainda te digo mais, a radio 730 com essa história de defender Maurício Sampaio (o Patrão) está perdendo muita audiência, estamos inojados com essa defesa sordida da radio, eu por exemplo que era ouvinte assíduo da radio, e do portal dela, não quero nem ouvir falar dela mais, e assim como eu já tem centenas (talvez milhares) de pessoas com a mesma opinião.