Artigos

Inábil e oportunista, Marina não tem moral para criticar Ronaldo Caiado

         É fato que gente com parcas habilidades, e estruturas precárias, consegue juntar os cacos em diversos estados da Federação e ajuizar um partido político para agregar à sopa de letrinhas na bizarrice das agremiações políticas brasileiras. Apenas Marina Silva, justo ela que mantém um cacife  de vinte e dois milhões de votos, foi inábil ao ponto de inviabilizar o tal Rede de Sustentabilidade. Poucos ousam admitir claramente, porque, hoje, ela é o docinho de coco do segmento “deslocado” da Nação, mas o que se viu foi uma demonstração de incompetência.
     Se não consegue estruturar um partido, na lambança e na babel dos 32 que pipocam como se tivessem sido aquecidos em forno de micro-ondas, como Marina pretende governar o país? Acha que será fácil? Pois bem, essa senhora, com todas as qualificações éticas que jura possuir, deu com os burros n´agua e foi pedir arrego no PSB de Eduardo Campos. Foi um golpe de oportunismo interessante. Balançou a hegemonia ditatorial do PT e pode até azedar as intenções do lulopetismo em se perpetuar no poder. Eis algo positivo.
     Só que Marina não é inepta apenas na empreitada de formar uma organização política. Algumas de suas teses básicas são de um atraso paquiderme e alguns de seus representantes em Goiás se atolam no subdesenvolvimento da esquerda raivosa e improdutiva.
     Vítima dessa obtusa visão do mundo, Marina foi logo escoiceando o Deputado Ronaldo Caiado, ícone que defende um dos poucos segmentos que salvam o minguado PIB brasileiro. O agronegócio, num trocadilho que faz senso, é a salvação da lavoura. Logo depois, imaginando que os ruralistas são beócios capazes de serem levados na base da conversa fiada, afirmou que a censura ao deputado não tinha nada a ver com senões ao segmento que ele tão bem representa.
   Bobagem Marina. Caiado é a essência, o rótulo coerente e confiável que dignifica a luta dos que atuam nesta difícil área. Dispensar Ronaldo Caiado, no ralo intempestivo de suas ações comezinhas, mostra seu despreparo. Dilma tem razão: vai estudar. O buraco do Brasil é mais embaixo.
   Não morro de amores pela democradura lulopetista. Mas se a lógica de Marina Silva for essa do oportunismo irresponsável, é melhor colocar as barbas de molho. Ao contrário do que se apregoa, pior que tá, fica! Basta alçar ao poder grupelhos que radicalizam justamente com o que está dando certo.Vade-retro.
Rosenwal Ferreira: Jornalista e Publicitário
Twitter: @rosenwalF
facebook/jornalistarosenwal
 Instagram: jornalistarf

Sobre o Autor

Rosenwal Ferreira

Rosenwal Ferreira é jornalista, publicitário e terapeuta transpessoal. Multimídia talentoso, ele atua na TV Record realizando comentários no quadro 'Olho no Olho', no Balanço Geral. Mantém, há mais de 18 anos, o programa 'Opinião em Debate' que agora está na PUC TV. No meio impresso, é articulista no Diário da Manhã, e no Jornal OHoje.
Radialista de carteirinha, comanda o tradicional programa jornalístico 'Opinião em Debate', que já ocupou o horário nobre em diversas emissoras, e hoje, está na nacionalmente conhecida Rede Bandeirantes 820AM, de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 08h30 da manhã. Logo após é membro da bancada mais ativista da felicidade, das 8h30 até às 10h da manhã, na Jovem Pan Goiânia 106,7FM.

Deixe seu Comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.